REATOR UASB: UMA ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL PARA O TRATAMENTO DE ESGOTO NO MUNICÍPIO DE CODÓ – MA

Autores

  • Sidne Rodrigues da Silva Universidade Federal da Grande Dourados
  • Michele Sousa Travassos Torres Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano - Campus Petrolina
  • Nayra Salazar Rocha Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - Campus Codó

DOI:

https://doi.org/10.35818/acta.v16i1.919

Palavras-chave:

Esgoto. Saneamento Básico. Protótipo de reator UASB.

Resumo

Diversos são os fatores que constituem risco à saúde pública no Brasil. Dentre eles, destacam-se as condições precárias de saneamento básico. Este estudo teve como objetivo principal avaliar melhorias nas condições de saneamento do município de Codó, Maranhão, através da construção do protótipo de um reator UASB (Upflow Anaerobic Sludge Blanket) destinado à remoção de matéria orgânica do esgoto doméstico que é lançado diretamente no Rio Itapecuru, o qual corta a cidade de Codó - MA. A pesquisa de campo foi realizada através de questionários dirigidos a líderes comunitários (vinte sujeitos) e agentes de saúde (trinta sujeitos) de cada bairro. O protótipo de reator UASB construído em cano plástico PVC teve a avaliação da sua eficiência indicada a partir dos parâmetros: Demanda Química de Oxigênio (DQO) e Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO) de amostras do efluente doméstico bruto e filtrado.  Os dados da pesquisa apontam a precariedade no sistema de coleta de esgoto e, ainda, as doenças de veiculação hídrica como, diarreias e verminoses. O reator UASB experimental apresentou resultados de remoção total de DQO e de DBO de 61% e 67%, podendo ser, portanto, uma alternativa viável e eficiente para o tratamento do esgoto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Sidne Rodrigues da Silva, Universidade Federal da Grande Dourados

Mestrando Em Química - UFGD Dourados - MS.Pesquisador no Laboratório de Catálise e Biocatálise Orgânica - FACET - UFGD. Graduado em Licenciatura em Química - IFMA Campus Codó.

Michele Sousa Travassos Torres, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano - Campus Petrolina

Possui Graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal de Campina Grande. Especialização em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável pela UNINTER e Mestrado em Sustentabilidade de Ecossistemas pela Universidade Federal do Maranhão . Docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano - Campus Petrolina.Doutoranda em Agroecologia e Desenvolvimento Territorial - PPGADT_UNIVASF.

Nayra Salazar Rocha, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - Campus Codó

Graduanda em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - Campus Codó

Referências

ANDRADE, F. S; KUTIANSKI, G. F; SOUSA, G. M; MACHADO G. M; TAVARES W. N.

CARREIRA, W.; Influência do Saneamento Básico na Saúde Pública de Grandes

Cidades. São Paulo; PHD 2537 Águas em Ambientes Urbanos, 2014.

APHA – American Public Health Association. Standard methods for examination of

water and wastewater. 19. ed. Washington: American Public Health Association, 2005. 1193p

ASSIS, I. F. Eficiência de uma estação compacta de tratamento de esgoto composta por

reator UASB seguido de biofiltro aerado submerso. 2017. 19 f.: il. Monografia Centro de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.

BDOUR, A. N.; HAMDIB, M. R.; TARAWNEHA, Z. Perspectives on sustainable

wastewater treatment technologies and reuse options in the urban areas of the

Mediterranean region. Desalination, v. 237, p.162–174, 2009. DOI: https://doi.org/10.1016/j.desal.2007.12.030

CALIJURI, M. L.; BASTOS, R. K X.; MAGALHÃES, T. B.; CAPELETE, B. C.; DIAS, E.

H. O. Tratamento de esgotos sanitários em sistemas reatores UASB/wetlands construídas

de fluxo horizontal: eficiência e estabilidade de remoção de matéria orgânica, sólidos, nutrientes e coliformes. Engenharia Sanitária Ambiental, v. 14, n.3, p.421-430, 2009. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-41522009000300016

CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Mortandade de Peixes: Matéria Orgânica. São Paulo, 12 Jan. 2020. Disponível em:https://cetesb.sp.gov.br/mortandade-peixes/alteracoes-fisicas-e-quimicas/materia-organica-e-nutrientes/. Acesso em: 20 abr. 2020.

CHERNICHARO, C. A. L. Reatores Anaeróbios: Princípios do Tratamento Biológico de

Águas Residuárias. 2 ed, v. 5, Belo Horizonte - MG: DESA, UFMG, 2007. 380p.

CONAMA- Conselho Nacional Do Meio Ambiente. Resolução nº 430, de 13 de maio de

Dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e

altera a Resolução no 357, de 17 de março de 2005. Diário Oficial da União nº 92, de 16/05/2011, pág. 89.

GUARIZ, C. S. L. Desempenho de reatores UASB em série no tratamento

de águas residuárias de atividades agropecuárias. 2013 Tese (doutorado em Microbiologia Agropecuária) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal, 2013.

ITB – Instituto Trata Brasil. Manual Do Saneamento Básico - Trata Brasil. Brasília, 62 p. Distrito Federal, 2012. Disponível em: <http://www.tratabrasil.org.br.pdf>. Acesso em: 20 de abr. 2020.

KHAN A. A.; MEHROTRA, I.; KAZMI, A. A. Sludge profile in several organic loads and

evaluation of the performance of the UASB reactor treating sewage. Biosystems

Engineering, v. 131, n.1, p.32-40, 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.biosystemseng.2014.12.011

MELO, J. C. A. Pós-tratamento de efluentes de reator UASB

em filtro anaeróbico submerso e filtro de arei de fluxo intermitente. 2013 Dissertação (mestrado em ciência e tecnologia ambiental) – Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal da Paraíba, Campina Grande, 2013.

MOTA, J. J. P.; SOUSA, C. S. S.; SILVA, A. C.; Saneamento Básico e Seu Reflexo nas

Condições Socioambientais da Zona Rural do Baixo Munim (Maranhão). Caminhos de

Geografia - Uberlândia v. 16, n. 54, p. 140–160, 2015.

OLIVEIRA, D. M. Saneamento básico e desenvolvimento humano: um

estudo de caso no município de Imperatriz/Ma a partir da abordagem das capacitações. 2014. 155 f. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) – Programa de Pós-graduação em Ambiente e Desenvolvimento, Centro Universitário UNIVATES, Imperatriz, 2014.

PAIXÃO, A. N. Avaliação contingente dos serviços de saneamento básico em Palmas – TO. 2008. 112 f. Tese (Doutorado em Economia) – Programa de Pós-graduação em Economia aplicada, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.

PEREIRA, R. S. Poluição Hídrica: causas e consequências. Revista eletrônica de Recursos Hídricos, v. 1, n. 1, 2004, p. 20-36. Disponível em: . Acesso em 20 abr. 2020.

PRASAD, L.; WANG S.; LACKNER S; HORN, H.; KHANAL, S. N.; BAKKE., R.

Influence of inoculum HDM1 on performance of anaerobic reactors for testing

municipal solid waste. Renewable Energy, v. 95, p. 263-268, 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.renene.2016.04.014

SAAE – SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE CODÓ-MA. Relatório

técnico administrativo da empresa. Codó. n. 1, 29 de nov. 2017. 3 p.

SANTOS, E.M.A., NASCIMENTO, A.T.P., PAULINO, T.R.S., BARROSO, B.C.S.

AGUIAR, C.R., Reator anaeróbio tipo UASB conjugado com processo Fenton para

remoção de cor e demanda química de oxigênio de água residuária sintética de indústria

têxtil. Ambient, v.22 n.2. 12 p. 2016.

SILVA, D. D, MIGLIORINI, R. B, SILVA, E. C, LIMA, Z. M, MOURA I. B, Falta de

saneamento básico e as águas subterrâneas em aquífero freático: região do Bairro Pedra

Noventa, Cuiabá (MT). Eng Sanit Ambient, v. 19 n.1 p 43-52. 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-41522014000100005

SILVA, F. G. Utilização de filtros de areia de fluxo intermitente no

pós-tratamento de efluente de reator UASB tratando esgoto doméstico. 2014. 78p. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental) - Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental. Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2014.

SINIS (2015a) - SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE SANEAMENTO:

Diagnóstico do Serviços de Água e Esgotos. Brasília. 2015. 212 p.

SINIS (2017b) - SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE SANEAMENTO

Panorama dos Planos Municipais de Saneamento Básico no Brasil Brasília. 2017. 40 p.

WHO – World Health Organization. Progress on sanitation and drinking water. UNICEF, assessment. 2015. 90 p.

Downloads

Publicado

24.07.2021

Como Citar

DA SILVA, . R.; TORRES, . S. T.; ROCHA, . S. REATOR UASB: UMA ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL PARA O TRATAMENTO DE ESGOTO NO MUNICÍPIO DE CODÓ – MA. Acta Tecnológica, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 25–36, 2021. DOI: 10.35818/acta.v16i1.919. Disponível em: https://periodicos.ifma.edu.br/actatecnologica/article/view/919. Acesso em: 28 nov. 2021.