PROPOSTA DE SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA A DISCUSSÃO DO TEMA HOMOFOBIA NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35818/acta.v15i1.979

Palavras-chave:

Sequência Didática, Homofobia, Homossexualidade, Ensino de Ciências

Resumo

O modelo hegemônico heteronormativo reproduz a heterossexualidade como fruto do determinismo biológico no qual o sexo determina um gênero e uma sexualidade específica cuja atração se dá para com o sexo oposto, ou seja, uma ideia de heterossexualidade compulsória. Na escola tal modelo é reforçado, não se discute a diferença e não se dá atenção a ela, o que leva ao estranhamento e à uma visão de anormalidade, situação que se estende para a sociedade e contribui para a manifestação de preconceitos como a homofobia.  Neste estudo teórico qualitativo, foi elaborada uma proposta de Sequência Didática, com o objetivo de problematizar e desconstruir a visão negativa dada à homossexualidade e de desnaturalizar estereótipos. São propostas estratégias que evidenciem o papel da Ciência na produção do entendimento atual sobre a homossexualidade como uma variante da sexualidade humana e que merece ser valorizada, respeitada e legitimada. A utilização de uma Sequência Didática com estratégias discursivas e dialógicas, pode contribuir para a reelaboração e produção de novos significados, e consequentemente, para o combate e prevenção da homofobia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Daniel Barcelos da Cunha, Instituto Federal do Maranhao (IFMA) - campus Santa Inês

Mestre em Ensino de Ciências e Matemática (UFMA); Professor EBTT de Biologia do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) – campus Santa Inês, Maranhão; e-mail: danielbcunha@gmail.com

Hawbertt Rocha Costa, Universidade Federal do Maranhão (UFMA) - campus Bacabal

Doutor em Educação para a Ciência (Unesp/Bauru-SP); Professor Adjunto da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – Campus Bacabal; Professor no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal do Maranhão (PPECEM – UFMA) – Campus São Luís; e-mail: hawbert@gmail.com

Jackson Ronie Sá-Silva, Universidade Estadual do Maranhão (UEMA)

Pós-Doutor em Educação (UFRGS); Doutor em Educação (UNISINOS); Professor Adjunto do Departamento de Biologia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA); Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Maranhão (PPGE – UEMA); e-mail: prof.jacksonronie.uema@gmail.com

Referências

BORRILLO, D. A homofobia. In: LIONÇO, T.; DINIZ, D. (orgs). Homofobia e educação: um desafio ao silêncio. Brasília: Letras Livres, 2009.

BORRILLO, D. Homofobia: História e crítica de um preconceito. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. 141 p.

BOURDIEU, P. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002. 160 p.

BRASIL. Lei nº 13.663, de 14 de maio de 2018. Altera o art. 12 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para incluir a promoção de medidas de conscientização, de prevenção e de combate a todos os tipos de violência e a promoção da cultura de paz entre as incumbências dos estabelecimentos de ensino. Brasília, 2018. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/L13663.htm> Acesso em: 18 jun. 2018.

FOUCAULT, M. História da sexualidade: a vontade de saber. São Paulo: Paz e Terra, 2015. 175p.

GIORDAN, M.; GUIMARÃES, Y. A. F.; MASSI, L. Uma análise das abordagens investigativas de trabalhos sobre sequências didáticas: tendências no Ensino de Ciências. In: VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências e I Congresso Iberoamericano de Educação em Ciências, 2012, Campinas, SP. Atas do VIII ENPEC – I CIEC. Rio de Janeiro, RJ: ABRAPEC, 2012. v. 1. p. 1-12.

GUIMARÃES, Y. A. F.; GIORDAN, M. Elementos para validação de sequências didáticas. In: IX Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2013, Águas de Lindóia, SP. Atas do IX Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências. São Paulo: ABRAPEC, 2013. v. 1. p. 1-8.

GUIMARÃES, Y. A. F.; GIORDAN, M. Instrumento para construção e validação de sequências didáticas em um curso a distância de formação continuada de professores. In: VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências e I Congresso Iberoamericano de Educação em Ciências, 2012, Campinas, SP. Atas do VIII ENPEC – I CIEC. Rio de Janeiro, RJ: ABRAPEC, 2012.

LOURO, G. L. Sexualidade: lições na escola. In: MEYER, D. E. E.; ZEN, M. I. H. D.; XAVIER, M. L. M. de F. (orgs). Saúde e sexualidade na escola. Porto Alegre: Mediação, 1998.

LOURO, G. L. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. 96 p.

MORTIMER, E. F.; SCOTT, P. Atividade discursiva nas salas de aula de Ciências: uma ferramenta sociocultural para analisar e planejar o ensino. Investigações em Ensino de Ciências. v.7. n. 3. pp. 283-306. 2002.

SÁ-SILVA, J. R. Homossexuais são: revisitando livros de medicina, psicologia e educação a partir da perspectiva queer. 2012. 400f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2012. Disponível em: <http://www.repositorio.jesuita.org.br/bitstream/handle/UNISINOS/3445/homossexuais_sao.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 17 set. 2017.

SILVA, T. T. da. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, T, T. da (org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

SILVA, T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2009. 156 p.

Downloads

Publicado

19.03.2021

Como Citar

CUNHA, . B. da; COSTA, . R.; SÁ-SILVA, . R. PROPOSTA DE SEQUÊNCIA DIDÁTICA PARA A DISCUSSÃO DO TEMA HOMOFOBIA NO ENSINO DE CIÊNCIAS. Acta Tecnológica, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 115–130, 2021. DOI: 10.35818/acta.v15i1.979. Disponível em: https://periodicos.ifma.edu.br/actatecnologica/article/view/979. Acesso em: 28 nov. 2021.